Classes Reconhecidas - 5.5 metros

Logo da Classe 5.5m

Desenho lateral do 5.5m

Formula da Classe 5.5m

Documentos Técnicos da Classe 5.5m:
Regras da Classe 5.5m - 2018
Regras Alteradas Classe
Relatório da Classe

Classe 5.5m - Site:
Classe 5.5m: www.5.5class.org

Súmulas Campeonatos Estaduais:
Estadual - 2017

Hall da Fama - Campeões Estaduais

Sobre a Classe 5.5m: Estes iates de regata da Classe Internacional 5.5 Metros (estabelecidos em 1949 pela IYRU - hoje conhecido World Sailing) navegam em três divisões, permitindo agrupar os barcos de forma adequada, para apreciar as diferenças de idade nesta classe de construção, que tem gradualmente desenvolvido ao longo das décadas.
A maioria dos barcos são one-offs, algumas séries foram construídas, mas sempre que você vê uma silhueta de qualquer barco de 5,5 m, você se juntará a esse proprietário suíço que nomeou seu barco "Divine Proportion".
A Classe é dividida em três divisões:
- Moderno
- Evolução
- Clássico
A flotilha da divisão clássica foi construída entre 1949 e 1969, o número de barcos construídos durante esse período foi de cerca de 650. Charles Nicholson, desenhista de iate e dono do famoso estaleiro Camper & Nicholson, iniciou a nova classe 5.5m e, em 1949, apresentou o Prototipo 5.5 K-1 "The Deb". Já em 1950, a IYRU reconheceu o status internacional da Classe, bem como o seu futuro olímpico. Em 1952, as primeiras regatas olímpicas de vela em Helsinque apresentavam ampla participação de 5,5 m. Os 5.5's permaneceram classe olímpica até 1968 e um grande número de arquitetos famosos os projetaram: Arvid Laurin, C. Raymond, Hunt, Alfred E. (Bill) Luders Jr., os irmãos Ohlsson, Henri Copponex, Olin Stephens e, claro, Britton Chance Jr.
Todos os barcos não entraram no novo século, mas aqueles que ainda navegam estão voltando a vida novamente à medida que eles tomam parte regularmente nos Campeonatos Mundiais desde 1994. Na Europa, existem grandes flotilhas de clássicos de 5.5 como na Holanda, Alemanha, França ,Itália ou na Finlândia, onde eles estão velejando novamente como uma classe desde 1986. Nos EUA, alguns barcos clássicos foram recentemente restaurados na Costa Leste e são esperados para correr de novo e depois, uma importante flotilha ativa de barcos de classe irmã 5.5 Columbia corre na área da baía de SF.
Dentro da flotilha Clássica alguns barcos são modificados e outros não. Os clássicos 5.5s mais valiosos e "reais" não são modificados. Eles podem ser chamados "Vintage Classic" e eles são caracterizados por uma quilha mais longa à qual o leme está preso. Sua característica principal é a originalidade e não há lemes separados. Neste grupo você encontrará no Brasil como exemplo veleiro "Barbra".
Clássicos modificados têm um leme separado. A maioria dos clássicos modificados são de 1967 a 1968. Uma raridade são os barcos que possuem lemes separados diretamente dos planos originais e que naquela época não se encaixavam nas regras do Olympic 5.5.
Pode-se encontrar preços acessíveis em 5.5 Classicos para venda, geralmente eles exigem alguns reparos... mas isso também faz parte da alegria de possuir um barco clássico. Quando você tem um clássico 5.5, você possui isso além de sua performance, pela beleza de suas linhas. Mas, novamente, sempre há uma competição feroz na divisão clássica durante um Campeonato Mundial e a Copa Classic.

Especificações:
Statu: Antiga classe olímpica
Numero de tripulantes:3
Tipo: Monocasco
Projetista: Charles E. Nicholson (proj. regra)
Projeto: Classe de desenvolvimento
Material do casco: Madeira ou Fibra
Projetado no ano: 1949 (proj. da regra)
Comprimento do casco: 9.5 m aprox.
Boca Mínima: 1.92 m
Calado Máximo: 1.35 m
Peso do Casco Mínimo: 1.700 Kg
Peso do Casco Máximo: 2.000 Kg
Área vélica:
Mínima: 26.5 m2
Máxima: 29.0 m2
Área do Spinnaker: 50.0 m2

Avisos

SOBRE

FEVERJ - Federação de Vela do Estado do Rio de Janeiro é a única entidade esportiva autorizada a organizar e realizar regatas e enventos náuticos no estado do Rio de Janeiro.
© 2019 FEVERJ - Federação de Vela do Estado do Rio de Janeiro