Classes Reconhecidas - 470 (classe olímpica Masc. e Fem.)

Logo do 470

Desenho lateral do 470

Documentos Técnicos da Classe 470:
Regras da Classe 470 - 2019
Relatório da Classe 470
Especificação de Fabricação
Formulário de Medição
Certificado de Medição

Classe 470 Sites:
470 Internacional: www.470.org

Súmulas Campeonatos Estaduais:
Estadual 470 - ICRJ 2011
Estadual 470 - ICB 2012
Estadual 470 - ICRJ 2013
Estadual 470 - ICRJ 2014
Estadual 470 - ICRJ 2015
Semana de Vela 470 - ICRJ 2016
Estadual 470 - ICRJ 2017

Hall da Fama - Campeões Estaduais 470

Sobre o 470: O nome é o comprimento total do barco em centimetros (o barco tem 4,70 metros de comprimento). O casco é de fibra de vidro com tanques de flutuação integrados.
É uma classe popular de barco, oferecendo uma boa introdução aos barcos de alto desempenho sem ser excessivamente difícil de manusear. Não é um barco projetado para iniciantes. Tem uma grande relação área velica-peso e é projetado para o planar facilmente. A maioria dos velejadores obtém experiência substancial em um barco mais estável e menos exigente antes de começar o 470.
A Classe 470 International é a classe de barco utilizada tanto para dupla de homens quanto para dupla de mulheres em Jogos Olímpicos. Usado como equipamento olímpico desde 1976, onde a classe foi velejada como um evento aberto antes da introdução de eventos separados para homens e mulheres em 1988, o 470 é velejado em mais de 61 países ao redor do mundo.
Uma classe one design rigorosa, o 470 provou seu pedigree como classe olímpica, sendo um veleiro de alta performance adequado para pesos corporais de todos os continentes e para velejar em uma ampla gama de condições climáticas. Através dos 9 Jogos Olímpicos em que a Classe 470 foi corrida, mais de 18 países diferentes conseguiram medalhas olímpicas nos eventos masculinos e femininos, demonstrando a profundidade de participação e talento.
A Classe 470 International é responsável pela organização e administração da Classe 470 em todo o mundo. Com 25% dos atletas nos Jogos Olímpicos competindo na Classe 470, a Classe está empenhada em garantir que seus interesses e os interesses mais amplos dos velejadores de 470 sejam representados e encoraja, promove e desenvolve a Classe 470 em todo o mundo.
O 470 está equipado com spinnaker e trapézio, fazendo o trabalho em equipe necessário para navegar bem. O 470 não é difícil, mas para ser competitivo, tudo deve ser dominado até a perfeição. Tacticamente, o barco é exigente porque as diferenças de velocidade são pequenas e as flotilhas geralmente são grandes. Para ser competitivo, tudo deve ser dominado até a perfeição e o 470 é freqüentemente citado como o mais desafiante, dinâmico e emocionante para velejar dos barcos Olimpícos.
Em 1969, a classe recebeu o status internacional da WS (ex-ISAF) e tem sido uma classe olímpica desde a primeira exibição nas Olimpíadas de Montreal em 1976. Em 1988, o primeiro evento olímpico de vela feminina foi velejado nos 470, como o primeiro passo para aumentar o número de mulheres competindo nos Jogos Olímpicos.
O barco pode ser velejado de forma competitiva em uma grande faixa de condições de vento e mar.

Especificações:
World Sailing Status: Olimpico
Tipo: Barco de bolina
Numero de tripulante: 2
Projetista: André Cornu
País de Origem: França
Material do casco: Fibra
Projetado no ano: 1969
Numero de Trapezio: 1
Comprimento do casco: 4.70 m
Boca: 1.70 m
Área Vélica:
Vela Grande: 9.45 m2
Buja: 3.59 m2
Spinnaker (Balão): 12.16 m2
Mastro: 6.26 m
Peso da Trip. Ideal: 110 - 145 Kg
Peso do barco: 120 Kg

Avisos

SOBRE

FEVERJ - Federação de Vela do Estado do Rio de Janeiro é a única entidade esportiva autorizada a organizar e realizar regatas e enventos náuticos no estado do Rio de Janeiro.
© 2019 FEVERJ - Federação de Vela do Estado do Rio de Janeiro